quinta-feira, 2 de junho de 2011

Bons exemplos devem ser seguidos!



"Despoluição de rio francês pode ser exemplo para Rio Iguaçu,
no Paraná:




Desde 1960, governo francês realiza ações para punir quem polui rio.


Multa pode chegar a 100 milhões de euros.






O Paraná TV mostrou a poluição do Rio Iguaçu, no Paraná. Em cinco dias, a prefeitura retirou cinco toneladas de lixo no trecho do rio que passa por Curitiba. A solução para despoluir o Rio Iguaçu pode vir da França.


16 milhões de pessoas vivem à margem do Rio Sena, onde está, também, um terço de toda produção agrícola e industrial da França - o que fez do rio, um dos mais sujos da Europa. O cerco aos poluidores começou em 1960 e a meta é que até 2015 o rio esteja limpo.Veja a reportagem do ParanáTV 2º edição, da RPC TV


As leis francesas são rigorosas para empresas e fábricas que poluem o Rio Sena. A multa, em alguns casos, pode chegar a 100 milhões de euros e todo o dinheiro arrecadado é investido na purificação do rio. As multas e taxas rendem dois bilhões de euros por ano. E quem não polui é premiado.


Como o rio está presente em muita propriedades agrícolas, os agricultores viraram parceiros do governo. Eles recebem entre 100 e 150 euros por hectare para não poluir


Há 40 anos, apenas quatro espécies de peixes habitavam o rio. Hoje são mais de 30."


FONTE: http://g1.globo.com/parana/noticia/2011/06/despoluicao-de-rio-frances-pode-ser-exemplo-para-rio-iguacu-no-parana.html



COMENTANDO:


Tá vendo como é fácil se criar leis que realmente tenham alguma eficiência para a educação dos cidadãos?!


Eu sou uma pessoa que acredita que a educação ambiental no nosso país só irá acontecer realmente na prática quando se colocar em primeiro lugar dois pontos importantes:


1° - Fortalecer a educação ambiental desde os primeiros anos escolares de nossas crianças,pois é através de nossas crianças que construiremos um futuro melhor;


2° - Mexer no bolso das pessoas que agridem nosso meio ambiente,nossas ruas,nossos parques e lagos,nosso país!


Imaginem se todo mundo sentir no bolso o peso de se poluir nossos rios,desmatar nossas florestas,queimar nossas matas e degradar nossas reservas?


É fato que,seja brasileiro,francês,italiano,argentino,independente de sua nacionalidade;não há cidadão que goste que mexam no seu bolso,principalmente quando se trata de pagar algo pelo qual ele não vai ter retorno!


O que a França vem fazendo é muito legal,muito importante e com certeza até mesmo aqueles que já foram multados por desrespeitarem sua lei,irão agradecer no futuro!

Todo mundo sai ganhando quando se cria alternativas eficazes para fortalecer a educação!


A educação é a palavra chave para se acabar com corrupção em geral e principalmente para se colocar na cabeça das pessoas que é preciso acabar com tanta exploração impensada!


Vejam por exemplo a reportagem no link http://g1.globo.com/brasil/noticia/2011/06/seca-muda-rotina-de-moradores-no-interior-do-rio-grande-do-sul.html onde se relata a situação de emergência em sete municípios do RS,devido a seca há nove meses.


É incrível como as mudanças climáticas estão aí a olho nú para todo mundo ver e ninguém admite,ninguém se convence de que somos grandes colaboradores para o sofrimento alheio em geral!


Mas não vai adiantar eu ficar aqui tentando colocar um pouco de verdade na cabeça das pessoas,uma andorinha sozinha não faz verão!Mas se cada leitor ou seguidor do meu blog fizer um pouquinho e puder passar para um amigo,um vizinho,um familiar,um conhecido,em pouco tempo seremos uma grande nação em busca de um só objetivo: Salvar nosso planeta!


Já que os políticos preferem entregar de bandeja nossas reservas,com a aprovação desta vergonha chamada NOVO CÓDIGO FLORESTAL BRASILEIRO,façamos nós a nossa parte e quem sabe nos unindo,simples cidadãos,passamos também a ter coragem de colocar no governo,pessoas realmente comprometidas para que o sistema funcione de verdade!


Fica aqui a dica e a sugestão,agora cabe a cada um seguir o caminho que melhor lhe convém e tomara que prevaleça o caminho do bem e da verdade coletiva!


Por: Cátia Rodrigues